13.05.2011

Brilho nos olhos permite diagnóstico de câncer em bebê

Crédito:Divulgação .
Olhar bem nos olhos do seu filho é um gesto de carinho, mas também pode ajudar na detecção de um tipo raro de câncer: o retinoblastoma, um tumor maligno da retina que afeta crianças com menos cinco anos de idade, e que pode levar à remoção do olho se houver demora no tratamento.
O retinoblastoma pode ser desenvolvido em um ou nos dois olhos. O gene para doença pode ser herdado do pai e sofrer mutação com a idade. Para garantir o sucesso do tratamento, a detecção precoce é fundamental, e cabe aos pais observar qualquer alteração nos olhos da criança. Para isso, os médicos recomendam uma prática simples, tirar uma foto do rosto da criança usando flash. Se aparecerem manchas brancas nos olhos, um médico deve ser procurado.
Quando diagnosticado precocemente, as chances de cura são altas. A quimioterapia é o tratamento padrão para o retinoblastoma, mas também podem ser usados terapia a laser e radioterapia. Cerca de 98% das crianças submetidas a tratamento sobrevivem, mas quase 80% das crianças afetadas acabam tendo o olho removido porque a maior parte dos casos não é diagnosticada cedo o suficiente. A criança cujo globo ocular é retirado tem um olho artificial implantado seis semanas após a cirurgia.
Após diagnóstico de retinoblastoma em um olho, exames regulares do olho saudável devem ser feitos a cada 2 ou 4 meses por, pelo menos, 2 anos. Depois que o tratamento tiver encerrado, é importante continuar com o acompanhamento da criança até os 7 anos.
Fonte: Diário da Saúde